O Projeto

DSC_0520

Reiseiros, vida de sorte e saúde é um projeto que tem como inspiração valorizar a memória e a preservação da tradição da Folia de Reis do Alto Sertão da Bahia, através das vivências e visões de mundo dos seus foliões mais antigos e apaixonados. O projeto financiado pela Coelba e Governo do Estado da Bahia através do Fazcultura irá contemplar a produção de uma websérie, um filme e um livro.

Fotos: Ricardo Prado

7 anos. Esse é o período de tempo em que uma bandeira de Terno de Reis deve ser levada de forma ininterrupta, para que se cumpra uma tradição. Coincidentemente o mesmo intervalo de tempo necessário para que o projeto Reiseiros, vida de sorte e saúde chegasse ao seu objetivo de resgatar, valorizar e dar visibilidade a uma tradição genuína e secular.

Reiseiros, vida de sorte e saúde se inicia a partir de uma viagem feita pelos seus realizadores à região do Alto Sertão da Bahia em 2010. A ideia surgiu quando Anderson Cunha, produtor musical, natural daquela região, convidou o produtor Cristiano Britto e a diretora Sabrina Alves, sócios da Olho de Peixe Filmes, para conhecer os Ternos de Reis daquela região e que, no seu entendimento, possuíam características muito singulares, principalmente no que dizia respeito às suas sonoridades.

A princípio, o que imaginavam ver seriam os figurinos coloridos, personagens bíblicos dos ritos católicos, alegorias de uma tradição religiosa e cultural com ares folclóricos. E foi assim, até conhecerem na primeira semana de janeiro, período em que tradicionalmente ocorre a folia de reis, os Ternos de Reis da região do Alto Sertão, mais especificamente na zona rural das cidades de Caetité, Guanambi, Igaporã e Pindaí.

Encontraram o primeiro Terno de Reis tocando dentro de uma casa e a cena que foi revelada era diferente de tudo que imaginaram previamente através das referências mais recorrentes a respeito de uma Folia de Reis. Não haviam figurinos, alegorias e instrumentos harmônicos.

Visitaram a segunda, a terceira, a décima casa... viram um ritual que se mantinha repleto de simplicidade material e aos poucos observaram códigos, olhares, formas de se relacionar que traziam à tona uma imensa subjetividade. Envolvidos e silenciosos seguiram os muitos quilômetros no chão batido. Já haviam encontrado Aurindo, Vande, Dona Leonídia e algo dizia que precisavam chegar em Seu José Sabino, Silvano e tantos outros.

A paixão reiseira

“A gente fica o ano todim esperando esse momento… que na verdade são seis dias mas a gente não tira da cabeça… tá sempre com a pancada do bumba ali… a gente tá trabalhando, tá cantando… O Reis já tá na vida da gente, a gente não larga por nada!”

A paixão que os reiseiros do Alto Sertão tinham por aquele ritual, transmitida para os realizadores do projeto em 2010 ficou guardada como um amor platônico... Precisaram de um tempo para entender a subjetividade contida naquela manifestação e traduzi-la em um projeto para assim buscar os recursos necessários à sua realização. 7 anos se passaram.

Agora, em 2017 o projeto cumpre o papel de apresentar, da forma como foi apresentado originalmente aos seus realizadores, a identidade dos Ternos de Reis da zona rural do Alto Sertão da Bahia ressaltando as histórias e características dos reiseiros mais apaixonados, sem, contudo restringir a denominação de reiseiro aos integrantes. Reiseiro é aquele que ama o reis, seja aquele que vai, seja aquele que recebe.

DSC_0520

Ficha Técnica:

Idealização: Cristiano Britto – Sabrina Alves – Anderson Cunha
Realização: Olho de Peixe Filmes
Planejamento, gestão e produção executiva: Cristiano Britto – Sabrina Alves
Design Gráfico: Um Pra Um Projetos Gráficos
Pesquisa: Cristiano Britto – Sabrina Alves – Anderson Cunha – Luciana Accioly – Daniel Dourado
Assessoria de Imprensa: Frente e Verso
Ativação de Redes Sociais: Edmilia Barros
Site: Wendell Fernandes
Assessoria Contábil: Verônica Aquino

Webserie:
Produção: Cristiano Britto – Renata Lourenço – Renato Freitas
Roteiro: Cristiano Britto – Sabrina Alves – Daniel Dourado
Direção: Cristiano Britto – Sabrina Alves
Direção de Fotografia e Câmera: João Tatu – Gabriel Teixeira
Eletricista: Everson Gaúcho
Som Direto: Napoleão Cunha – Cristiano Britto
Edição: Daniel Dourado – Sabrina Alves
Gráficos: Eduardo Vilas Boas
Motion Graphics: Marcelo Penha
Finalização de vídeo: Sabrina Alves
Finalização de áudio: Napoleão Cunha

Livro:
Coordenação Editorial: Versal Editores
Projeto Gráfico e Diagramação: Um Pra Um Projetos Gráficos
Textos: Luciana Accioly
Fotografia: Ricardo Prado